image

O que o refrigerante causa no seu organismo :

# Ataques cardíacos;
# Ganho de peso;
# Diabetes tipo 2;
# Osteoporose;
# Azia e Gastrite;
# Perda de Cálcio nos Dentes;
# Estrias;
# Celulite;
# Flacidez;
# Inchaço abdominal e de membros inferiores

Não importa se é tradicional, light ou diet todo refrigerante só faz mal quando é consumido em excesso, ou seja, mais de 1 vez por mês.

Não fique achando que estrias, celulite e flacidez são privilégios apenas para mulheres, homens também estão sujeito a essas condições também.

O video abaixo mostra um pouco do que você ingere quando toma esse veneno.

Quer sair da rotina em seus treinos de esteira, cansado de ficar 10, 20, 40 minutos andando e viajando na TV! Ai vai uma super dica …

– 5′ de aquecimento
– 1 tiro de 1′ com descanço ativo de 1′ (caminhando rápido)

Repita os tiros 5x.
Bons treinos.

image

image

Dica da Semana
Treino Monstro de OMBROS (Hipertrofia)

– Desenvolvimento Frontal 4×6-12
– Desenvolvimento Sentado com Halteres Unilateral 3×8-12
– Puxada Vertical com Barra Guiada – Mãos Separadas 3×10
– Elevação Frontal com Barra Média 3×10-15
– Elevação lateral + adução + elevação frontal com halteres 4×8

Bons Treinos!

Leonardo Oliveira
Fabrício Araújo
Fisiologistas de Exercício.

image

Treino de Tríceps Monstro:

– Tríceps Supinado 4x (12.10.8.6 Aumentando a carga)
– Tríceps Francês 4×8 (Barra W)
– Tríceps Paralela + Flexão Solo (Pegada fechada) 3x(10.12)
– Tríceps Polia (Corda) 1x(4.6.8.10.12.15) reps. Reduzindo a carga.

Nutrição:

– Alimente bem antes de treinar.
1. Pré-treino Sólido 1h antes
2. Pré-treino suplementos 30 minutos antes.

Enjoy!

Leonardo Oliveira
Fisiologista do Exercício e Nutricionista

Fabrício Araújo
Fisiologista e Professor

Image

Dica da semana

Pós-Treino o que consumir?
Escuto todo tipo de receita no dia a dia da academia. Muitas sugestões interessantes e muitas baboseiras, então, resolvi tirar algumas duvidas.

Por: Leonardo Oliveira
Nutricionista

O organismo pós-treinamento está em fase de recuperação das reservas energéticas que foram gastas no exercício e em fase de regeneração das fibras musculares lesionadas nos exercícios de hipertrofia principalmente.

A energia gerada no processo provém da queima (metabolismo) de vários nutrientes principalmente, creatina, carboidratos, gorduras e proteínas, uns mais outros menos dependendo do tipo de treinamento, tempo e intensidade.

Todo processo de quebra, metabolismo, de nutrientes para gerar energia exige água, por isso, a importância da hidratação durante o treinamento e pós-treino.

Na fase de recuperação dos estoques de energia, o organismo demanda glicose e na fase de regeneração muscular o organismo demanda proteína de rápida absorção. Assim, nesta fase devemos fornecer uma mistura equilibrada de carboidratos e proteínas para recuperar as reservas, brecar o catabolismo, acelerar remoção do lactato e iniciar os processos de regenerativos musculares.

Portanto, é conveniente que na fase do pós-treino o uso de uma mistura de 60g de carboidratos simples e 30g de proteínas de rápida absorção. Excelentes suplementos para esse fim são os PÓS-TREINOS específicos.

Apesar de não achar ideal o uso de apenas de Whey Protein no pós-treino, é uma opção desde que faça-se uso de uma bebida carboidratada ou um suplemento de carboidrato durante o treinamento para elevar os níveis de glicose e ajudar na reposição de carboidratos.

Outros suplementos essências no pós-treino são: os BCAA, a glutamina, um antioxidante é importante para diminuir o estresse muscular.

Resumindo
Usa-se para pós-treino imediato:
1. Malto (carboidrato de alto índice glicêmico)
2. Whey protein (de preferência hidrolizado)
3. BCAA para redução do catabolismo muscular e fadiga central
4. L-Glutamina
5. Antioxidante (Variação entre vitaminas lipossolúveis e hidrossolúveis)

Assim, sua alimentação pós-treino está completa.

Minas terá ‘bolsa-academia’ contra obesidadePara reduzir sobrepeso, que atinge 13,8% dos jovens mineiros, estado inicia em abril programa que prevê repassar a academias R$ 50 mensais por aluno. Objetivo é atender 14 mil pessoas

Patrícia Giudice

Publicação: 12/03/2013 06:00 Atualização: 12/03/2013 06:51

Diante de números que apontam crescimento do sobrepeso entre adolescentes, surge em Minas Gerais uma espécie de “bolsa-academia”. A partir de abril, jovens de 10 a 19 anos que estiverem acima do peso e sendo atendidos pelo Programa Saúde da Família poderão ter a atividade física custeada pelo governo. Para ter uma dimensão do problema, dados da Secretaria de Estado de Saúde mostram que, em 2010, 13,8% dos mineiros nessa faixa etária tinham o Índice de Massa Corporal (IMC) acima do recomendado. Em 2012, eram 15,1%. No Brasil, de acordo com o último Vigitel – pesquisa do Ministério da Saúde feita por inquérito telefônico –, 21,7% dos meninos e 19% das meninas estavam acima do peso em 2008/2009.

Desde o início do ano, prefeituras e academias estão sendo cadastradas para acolher os novos alunos no projeto Geração Saúde, desenvolvido pelas secretarias de estado de Esportes e de Saúde. A mensalidade será de R$ 50, paga pelo estado. Um total de 78 academias já se inscreveram no estado. Para ser beneficiado, o jovem precisa comparecer no mínimo três vezes por semana à academia e a presença será confirmada por meio de biometria.

A ideia é que ele seja avaliado constantemente e obtenha resultados positivos ao final de 18 meses. Inicialmente, são 14 mil vagas para este ano, gasto estimado em R$ 10 milhões. Eles poderão fazer qualquer atividade oferecida pela academia a partir de avaliação do educador físico, ou seja, além de musculação, terão acesso a atividades como spinning, hidroginástica, natação e jump, entre outras.

Interessado em atender a região onde está a L&F Academia, no Bairro Novo Riacho, em Contagem, na Grande BH, o preparador físico, professor e sócio-proprietário Fabrício Santos Araújo fez o cadastro do estabelecimento, mas não sabe se poderá participar. Segundo ele, o PSF não abrange todas as famílias que estão na região e, por isso, pode ser que não atenda o público do projeto. “A nossa expectativa é receber entre 50 e 80 alunos a mais”, afirmou. 

Expectativa
Ainda assim, os profissionais da academia pensam em atendimentos diferenciados para os adolescentes. Além do programa individualizado para a prática de atividades físicas, eles planejam formar grupos de ginástica coletiva. A mensalidade cobrada na L&F está em torno de R$ 70, dependendo das modalidades e frequência, e atende uma média de 300 alunos por ano.

Já Gleiciene Lúcia Marques, proprietária da Atenas Academia Hidrofitness, no Bairro Céu Azul, Região da Pampulha, em Belo Horizonte, contou que soube do projeto por meio do Conselho Regional de Educação Física. Ela se cadastrou e montou uma nova unidade da academia no ano passado para receber os novos alunos. Mas a estrutura montada ainda não foi usada e ela ficou desanimada. “Providenciei a documentação, mas não foi de interesse da prefeitura na época. Agora, estamos esperando para ver se o projeto vai para a frente, mas perdi um pouco o interesse”, afirmou. A expectativa era de captar mais 100 alunos em uma região que, segundo ela, tem muita demanda.

Combate ao sedentarismo
De acordo com o subsecretário de Esportes, Adenilson Souza, o projeto Geração Saúde surgiu da necessidade de fazer os jovens serem mais ativos, tirá-los do sedentarismo, diminuir os índices de obesidade e ainda prevenir que eles tenham tantas doenças crônicas no futuro. Antes, o incentivo estava focado no projeto Saúde na Praça, em que eram montadas academias ao ar livre para os jovens se exercitarem.

Mas, em 2011, segundo ele, a secretaria identificou que os adolescentes não aderiam ao espaço, que tinha um tempo limitado de uso. “E começamos a pensar formas de levar o jovem para onde tem mais profissionais de educação física trabalhando, onde ele possa ter acesso a atividades aeróbicas diversas, até chegarmos à proposta atual”, explicou. Além de ir à academia, o jovem deve participar também de atividades com psicólogos e nutricionistas. Se não tiver 75% da frequência, ele será reavaliado e pode perder a vaga.

A diretora de Promoção à saúde em agravos não transmissíveis da Secretaria de Estado da Saúde, Daniela Souza Lima Campos, diz que, além do sobrepeso, a intenção é trabalhar outros fatores de risco que aparecem tipicamente na adolescência, como tabagismo e álcool. No total, 291.331 adolescentes são acompanhados nos postos de saúde do estado.

PALAVRA DE ESPECIALISTA:
ALINE CRISTINE SOUZA LOPES, professora do departamento de nutrição da UFMG

‘Essa é uma idade esquecida’

“O principal desafio é fazer com que os pais levem esses adolescentes aos centros de saúde para que o excesso de peso seja diagnosticado e que o acompanhamento continue após a infância. Essa é uma idade esquecida. A pediatra é uma especialidade difundida, mas poucos recorrem ao hebiatra, que é importante porque tem formação mais ampla, como em sexualidade. Acho que toda iniciativa é válida e vejo o projeto (Geração Saúde) como de cunho emergencial diante do quadro que estamos vivendo, mas a escola deve ser o caminho para incentivar a alimentação saudável e a atividade física. A educação física, por exemplo, hoje é negligenciada, não tem mais objetivo, rigor, ocorre uma vez por semana, sendo que a necessidade é praticar exercícios pelo menos três vezes por semana.”

Fonte: http://www.em.com.br/app/noticia/gerais/2013/03/12/interna_gerais,356272/minas-tera-bolsa-academia-contra-obesidade.shtml

O óleo de coco tem ganhado atenção especial nos últimos tempos por pontencializar a perda de peso e redução da gordura corporal. Ele é rico em TCM (triglicerídeos de cadeia média) que são fontes de energia imediata para o organismo, imediatamento após serem consumidos. Assim, eles ajudam no controle do apetitie reduzindo a fome e, por isso contribuem para o emagrecimento.
São fontes de ontioxidadates naturais que compbatem os radicais livres e ajunda a retardar o envelhecimento e combater doenças crônicas e o colesterol.
O óleo de coco é rico em ácido láurico, um tipo de gordura de ação antibacteriana, antifúngica, antiviral e antiprotozoária. Assim, ele pode ajudar a combater a candidíase e a gastrite bacteriana.

Os benefícios do óleo de coco

O óleo de coco traz muitos benefícios para a saúde e o emagrecimento. Segundo uma pesquisa realizada este ano pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, o óleo de coco diminui a fome e aumenta o gasto calórico. “Ele também combate a flacidez e o colesterol ruim, aumenta a saciedade e melhora o funcionamento do intestino”, explica a nutricionista Roseli Ueno. E tem mais: “O óleo ajuda a reduzir a inflamação nas células de gordura. Isso faz com que ele atue principalmente na barriga”, afirma a nutricionista Fernanda Machado. Segundo ela, a dose recomendada é de duas cápsulas por dia. “Elas têm o mesmo efeito do óleo”, diz.

7 propriedades da cápsula

· Acelera o metabolismo
· Melhora o funcionamento do intestino
· Reduz a gordura abdominal
· Reduz o colesterol ruim
· Diminui a fome e a ansiedade
· Combate a celulite e a flacidez
· Retarda o envelhecimento

 

Produdos da L&F Academia

Mais informações:
Tel. (31) 2565-8570
E-mail: nutricao@lfacademia.com